Générateur portugais de faux textes aléatoires

Lorem ipsum a généré 35 listes pour vous.
Vous pouvez utiliser ce texte lorem ipsum dans vos maquettes, sites web, design, ebook... Le texte généré aléatoirement est libre de droit.

Le faux texte a bien été copié

  • Despe o luto da tua soledade E vem junto de mim lirio esquecido
  • ainda o pranto corria E o cabello me batia No rosto que me doía
  • bello tempo aquelle em quanto pude Levar como tu levas
  • Andasse ainda eu lá que não me havia De vêr por estes charcos
  • sombra d altos edificios Miudissimas flôres De tão subtís
  • tambem a lua pára Se algumas vezes repara N uma nuvem menos
  • eternamente Não deu nunca um suspiro Em prova de que sente
  • Converte me este inferno Em azulado céo Ou quebra o laço eterno
  • Gelasse a morte fria A mão profanadora Que te ennublasse
  • Cheiro o da rosa esse não Não é mais do meu agrado
  • Porém quem é que apanha o aereo véo Da nuvem da montanha
  • tristeza tamanha E lembra me ir á montanha Que temos aqui vizinha
  • bocca é tão vermelha que em te rindo Lembra me uma romã aberta
  • olhos só elles valem Duas estrellas bem vês Pois vozes
  • cinza em terra em nada Meu sêr converte ó luz Mas sempre sempre
  • Trazeis me rosas d onde as heis trazido Boa velhinha e minha
  • valle ambas irmãs nascidas fomos És como eu sou E amamo
  • mesma tristeza anima A encarar a pé quedo A morte que se aproxima
  • Passavam os amores Oh não mil vezes antes No céo lá onde habitas
  • Enfeitiçaes que a formosura crêde Não vem da face avelludada
  • assim perfeição Não ha nada tão perfeito Mas é um grande
  • Prestes se inda na rocha de granito D onde em tempo
  • largo espaço Que te não vejo espero Lhe contes o que eu passo
  • paixão que assim me trouxe Tão erradio a mim digo a verdade
  • Dorme dorme Vergontea de marfim Mas dize o espelho a imagem
  • admira a mim que a crystallina Tão pura onda do mar que espelha
  • quando abraço e beijo O travesseiro e assim Acórdo
  • olhar Receio E desejo estar sempre a contemplal
  • beijo Se apenas o dou Desfaz se me o pejo E o gosto ficou
  • loureirinho Que era o que havia só Encontra o no caminho
  • suspira E levanta o collo ao céo Vê vir raiando a aurora
  • Deixa que ao romper d alva o cravo abrindo Á rosa envie o aroma
  • Porque ha quem os attráia É essa eterna paz Que a mim de praia
  • Astros fio me em vós e Deus permitta Que os infelizes sempre
  • gente que faz gala Em coisa que vê contal a E sendo mal permittida